random thoughts for august '16

i'm alright on my own...
and then i met you

i can't help but blame it on fate or whatever you name the thing that ties people's lives together after years of being apart, late at night in the corner of a street during a gathering none of us was really supposed to be. 

there i was and so were you.
you talked to me and i tried to play it cool, even though i knew how it would all end up since the moment you said my name. later on, my eyes wandered enough to see you in the distance but not enough for you to notice. who would've thought people still play hide and seek after they grow up, right? well, they do. 

suddenly, you were standing close to me while i drank cheap white wine from a bottle and discussed modern behavior in relationships with my friends. i stared at you and you made your move; we got caught up into our own little world without me even noticing it. you talked about your life in a new city, i told you about my plans for the future which were really just some random ideas and there you were, putting your faith in me more than i do myself. finally, you held me in your arms and slowly things started to make some sense.

you were never like the rest of them.
i should've known this years ago but still, you made sure this time i'd get it and i did. 

i realized that when you held my hand across the table a week later on our first date. my body also knew that in the shiver running down my spine because of such a simple, innocent gesture. and then again when your lips touched mine with a smile while i was ranting about something related to music or really just that one moment of perfect silence we shared under the stars.

it's just different.
i catch myself daydreaming.
i catch myself missing you all the time.
and that's how i know it's real: you show me how you miss me too.


letter to autumn | #3

Outonos são para nostalgia. 

Ela faz parte de mim na maior parte do ano, mas especialmente no outono a nostalgia se manifesta em pequenas tradições criadas na última década. 


Começa com uma dose de café e um cobertor felpudo. Retiro meus DVDs antigos da caixa e então nosso reencontro acontece. Vou para Stars Hollow, me junto à elas em uma de suas conversas articuladas sobre picles ou algo assim no Luke's e torço fielmente para que uma delas dê logo uma chance à um dos meus bad-boys favoritos. Pego um moletom quentinho e outro café, passo mais algumas horas dando boas risadas de cada comentário sarcástico daquele francês do hotel e fazendo listas mentais de todos os livros que ainda tenho que ler. Hora de ir trabalhar, continuaremos no próximo dia de outono...


Tiro minha coleção de lenços e cachecóis preferidos do armário, misturo sweaters com jaquetas já que a temperatura está abaixando mais do que o normal. Aproveito também para usar aquele gorro que comprei ainda quando era verão, já que nunca é cedo demais para começar a comprar roupas de outono. Escolho o livro que irá me acompanhar no meu trajeto costumeiro e permito me perder em mundos diferentes por alguns minutos, sempre com uma música mais suave ou acústica para me acompanhar. Observo a beleza do dia por alguns instantes, seja o cinza escuro ou o amarelado discreto que me enche de energia. Desço no ponto mais distante e sigo a pé em dias de sol, nada melhor para aproveitar sua mistura incrível com o vento gelado. Dou bom dia aos meus colegas de trabalho com um sorriso no rosto: é outono. 



O frio tira a sensibilidade da ponta dos meus dedos na volta, mas logo me coloco sob o cobertor felpudo novamente, geralmente após uma sopa fumegante. Alguns episódios da série que estou viciada no momento, apenas mais alguns capítulos daquele livro à luz de velas ou alguns minutos de meditação para finalmente fechar os olhos por algumas horas.

Nada é perfeito, mas certos dias de outono são. 

mixtape | walk in the sun


Há algumas semanas preparei uma playlist no meu Spotify para me inspirar à caminhar na praia ou mesmo só sair de casa mais empolgada nos meus dias perfeitos de outono, aqueles com friozinho acompanhado de sol e que dão vontade de sair andando por ai com os cabelos ao vento (sim, sou bem específica com o outono haha, quem quiser é só ver alguns textos da tag Letters To Autumn!).

Essa playlist conta com algumas das minhas bandas/músicas favoritas e tem uma pegada mais punk rock pra dar aquele ânimo na hora de caminhar, mas quem curtir esse tipo de música vai amar ouvir em qualquer ocasião também haha :) 

Quais músicas vocês colocariam nessa playlist? Contem pra mim!
Ah, quem quiser sugerir temas pode deixar nos comentários também porque se tem uma coisa que eu amoooo é escolher músicas haha :D

Beijos,
-B.